Postagens

Mostrando postagens de Setembro, 2011

a baby sitter, as risadas e as unhas

Imagem
ela me indicou uma baby sitter. não só indicou. ela me convidou para irmos ao cinema, agendou a baby sitter e ainda pagou as horas dela. eu nem acreditava. cinema sábado à noite? fomos ver um filme horroroso, saímos na metade, e adoramos mesmo assim.
isso já tem uns dias, e eu escrevi no meu caderno "baby sitter" pra não esquecer de escrever. escrevi também unhas, o que é bizarro. eu consegui cortar as unhas em paz, e isso é um feito para uma mãe. desculpem-me se os estou decepcionando.
bem, nas minhas anotações "para não esquecer de escrever" tinha ainda a palavra risadas. isso mesmo: risadas. só isso. claro que não foi o suficiente para me fazer lembrar sobre o que eu tinha pensado em escrever. mas num momento revolta, coloco a palavra aqui e penso que quis me lembrar de escrever sobre boas risadas. ponto final.
uau, tudo isso para falar de outra coisa. quando conto pr'alguém que tenho um blogue, e digo "sozinha é o dobro", sempre fico pensando se seri…

o ar - ou sobre a falta dele

existem as coisas chatas, e as coisas muito chatas. e a falta de ar eu incluo na última categoria. onde entram também pessoas chatas, azia, falta de paciência e mau humor. as piores coisas da vida.
o fato é que ela veio me visitar. suavemente, duas semanas atrás, e mui intensamente nas últimas 24 horas. meu mestre sempre diz que é preciso estar atento. porque, afinal, nada é em vão. eu ando me perguntando o porquê de muitas e muitas coisas, e a resposta não vem. vem só a falta de ar, que acha que é minha amiga mas na verdade não é.
...
o dia amanheceu horrivelemente ensolarado, e fomos pra linda festa da primavera. era a última festa da família, já que a lívia vai pro primeiro ano no ano que vem, e esta festa só acontece no jardim. a festa, como sempre, foi belíssima - a primeira foi oito anos atrás, quando o joão entrou no jardim de infância. mas ao mesmo tempo em que eu sentia muita paz escutando o som da flauta transversal e vendo a doçura da minha filha cantando e dançando com suavid…

holístico, orgânico, faça ioga e coma legumes

o texto do new york times tinha o seguinte título: cosméticos simples, promessas modestas. falava dos produtos naturebas e tal, coisa pra quem não toma aspirina, como eu. mas de repente uma executiva de uma empresa de marketing diz que existe um movimento abrangente, "holístico, orgânico, faça ioga e coma legumes".
bem, é ótimo que a pessoa começa a escrever e vai enrolando, enrolando. eu consigo enrolar quando escrevo, mas enrolo mais ainda quando falo. oh my god!
queria falar de pessoas "caga-regra". claro que não vou falar dos outros. vou falar de mim.
estávamos numa sala grande, todos pais ou mães de crianças do jardim de infância. a exceção era a minha amiga carla, que foi comigo ouvir a palestra de uma pedagoga fabulosa. pais adoram ouvir opiniões. acho que é uma necessidade louca de checagem: estou fazendo certo? ou estou fazendo muita merda? precisamos de pessoas que nos apoiem, e que digam que o nosso laboratório doméstico de criação de filhos está dando…