Postagens

Mostrando postagens de Junho, 2013

os dias parecem séculos sem escrever

vou espalhando bilhetes
amarelos, laranjas e rosas
pelo carro, na agenda, e grudados no computador
as inspirações vêm
e ficam grudadas no papel
ela me conta que o marido encontra tempo pra tudo
e que é chamado pra mais coisas ainda
porque quem não tem tempo é muito eficiente
e eu penso em como eu tenho nojo de não ter tempo
e nojo de correr
e nojo de ver que há dias não escrevo
dona rosa fez um bolo fabuloso
que eu não comi
acabo de colocar os meninos na cama
a família está maior
com quique e nacho
os meninos da costa rica
que estamos hospedando
sinto uma alegria macia
um tipo que nunca tinha sentido
de ter esses meninos em casa
quando penso em quantas casas de família
já dormi quando viajava com a escola
devem ter sido muitas viagens
porque meu pai reclama até hoje
que passou pouco tempo com os filhos
que viajavam demais quase todo sábado e domingo
e no meio disso tudo
eu trabalho feito louca
pra deixar tudo organizado
pras fabulosas férias que terei
dia desses a chuva encharcou meu …

por que odiar a prefeitura de são paulo?

por que uma pessoa odiaria a prefeitura de são paulo?
bem, há muitas razões. mas eu vou falar só de uma. a do abandono.
...
quem cuida da cidade? ninguém.
vamos aos fatos.
...
imagine que você more ao lado de uma balada. descontando o fato de a fila ficar na frente do seu prédio três vezes por semana, a balada em si não faz barulho. há isolamento acústico e tal.
mas e o lado de fora da balada???
- uma casa alugada ao lado da balada em si serve de camarim para os artistas, que também recebem convidados, e esses convidados gritam "depois" do show que aconteceu dentro da balada. como eles são muito animados, eles costumam conversar e dar gritos até o sol nascer.
- o lixo da balada é recolhido quando as pessoas já foram embora da balada, hora em que eu ainda estou dormindo. por volta das 4h, 5h. os sacos com as garradas vazias rolava uma escadaria. depois de eu reclamar, os funcionários não arrastam mais os sacos. somente os carregam, o que faz (um pouco) menos barulho.
- o esta…

sobre velocidades

Imagem
fazia muitos, muitos anos que não a via. fiquei olhando, sem ter certeza se seria ela mesmo. foi quando ela me olhou e disse tiiiiita.
eu nem sabia que ela sabia o meu nome. e ela me olhava no olho, e escutava com o coração o que eu dizia.
ela me olhava e dizia que eu estava muito bonita. e isso ela falou algumas vezes. com seriedade e concentração. eu disse a ela que ela também estava muito bonita. ela riu, sabia que eu estava falando sério também.
e então ela diz: você está mais calma. sim, passaram-se uns 17 anos. "você sabe que você era muito acelerada, e essa é a sua questão." ela tinha me visto poucas vezes. e sabia o que eu demorei anos pra descobrir, e que está levando anos para mudar. a minha velocidade.

pensei que eu nunca mais escreveria aqui.


essa é a árvore que enfeita a rua maria carolina. duas vezes por ano ela fica assim, tomada de flores. o dia era cinza quando tirei a foto. não só os galhos ficam cor de rosa: a calçada fica com um tapete de flores. é lindo.…