esses aniversários que eu tanto amo

desde a primeira vez que passei por um aniversário de filho, fico muito emocionada. e a emoção vem em dobro, já que deus achou que só um ariano seria insuficiente para o meu aprendizado como mãe, e então mandou DOIS arianos.
em cinco dias, eu passo por dois aniversários de filho. dois bolos, dois tipos de velas, duas comemorações - que têm cada vez menos gente, e eu não acredito quando lembro que já fiz, sozinha, festa para mais de 100 pessoas no parque -, e sentimentos intensos de gratidão e alegria e, maior de todos, incredulidade.
criar filhos é ultra divertido, ultra trabalhoso. e ultra inacreditável. porque você sobrevive, e vai vivendo cada vez melhor.
quando o joão fez um ano, a gente morava longe de todos os amigos e familiares. então tivemos um bolo, com o joão, o pai dele e eu. o bolo de nozes e maçã, se não me engano, não podia ser comido pelo joão porque ele não tinha dentes suficientes para mastigar os nacos de nozes. e eu olhava praquele guri e devo ter chorado quando me dei conta que eu tinha sido capaz de cuidar de uma criatura por um ano e com sucesso! o guri tava lindo, forte, esperto.


pedir o que quiser no restaurante? yes
este ano ele não quis bolo, não quis chamar ninguém. fomos almoçar. deixei minha monstra em casa, e deixei meus filhos pedir tudo o que queriam. grande esforço pra mim, grande alegria pra eles, muita comida deixada no prato. mas depois de o dia ter sido como o aniversariante queria, à noite, quando ele já tinha voltado pra casa do pai, que fica a uns 100 km da minha, mandei uma mensagem dizendo que quando ele vier me visitar novamente haverá um bolo à revelia. ele gostou.
uma semana depois, pra celebrar os 11 anos da lívia, nos organizamos com grande alegria e enorme empenho. seis convidadas, a sophia inclusive, a prima que mora longe.


las hermanas - picolé da vó marlene e picolé de banana com nutella

organizamos, a lívia e eu, um cardápio supimpa, que incluiu sorvetes de chocolate da vó marlene, uma avó emprestada, e oficina de cupcakes. teve também filme de três horas, quilos e mais quilos de pipoca, meninas sem banho porque "não dava tempo" (os pais das respectivas já devem ter descoberto), acampamento na sala, e uma maravilhosa jogatina, das 7h às 13h.
alegria. festas menores e tranquilas. celebrações doces, amigas maravilhosas, minha irmã querida que veio de longe pra uma festa do pijama.

aniversário sempre tem bolo no café da manhã. baita bolo, diga-se

acho que a guria tá provando ganache que a mãe dela fez

a gente vai ficando mais velho e mais feliz. mais sábio. mais calmo. ah que alegria que parece nem caber dentro de mim. então ela sai pra fora.


um dos bolinhos

o parabéns tarde, tarde

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

as dores do chute na bunda

sobre o dia em que fui ao fórum falar a verdade e nada mais que a verdade

bom te ver!