Ah, não! - sobre a tal da tolerância

tolerância
substantivo feminino
1 ato ou efeito de tolerar; indulgência, condescendência
2 qualidade ou condição de tolerante
3 tendência a admitir, nos outros, maneiras de pensar, de agir e de sentir diferentes ou mesmo diametralmente opostas às nossas ‹nas relações sociais, a t. é uma virtude›
...
eu estava andando no parque. era cedo.
fazia tempo que eu não ia até o parque para andar. e estava maravilhada olhando o céu com nuvens que formavam desenhos, o sol às vezes me cegando, as árvores tão verdes nesta estação que precede o verão, o vazio do parque e do estacionamento do parque. 

o céu muito azul pra me mostrar que há coisas belas

e então um grupo de mulheres vem andando na direção oposta à que eu ia, e uma delas, que eu conheço de vê-la sempre andando com as amigas, diz algo como "eu vi que ele tinha ganhado". eu segui andando e pensei ah, não pode ser!
segui andando e corri e terminei minha caminhada e fui pras barras fazer os alongamentos, e ali bem perto escutava os pá pá pá da moça que treinava socos com luvas de boxe com o seu treinador. achei horrível o barulho dos socos naquele momento de êxtase, que é esticar os músculos que eu nem lembro que tenho e saber que meu corpo tá vivo, firme e forte. mas então a moça disse que estava arrasada porque ele tinha ganhado.
bem, ele tinha ganhado, não havia dúvidas. 
fui pro carro louca pra ligar o rádio. "vamos ver se ele vai fazer todos os absurdos que prometeu ao longo da campanha, ou se ele vai deitar a cabeça no travesseiro e pensar melhor", disse um analista cujo nome não escutei.
eu não acompanhei a campanha norte-americana. mas soube hoje que trump, que pra mim é o marido da barbie que se aposentou e foi morar em miami, prometeu vazar com os 11 milhões de imigrantes sem documentos que moram na terra do tio sam ("undocumented immigrants", como me explicou de forma enfática um taxista imigrante e com documentos que mora e trabalha e é feliz nos estados unidos, ao me ouvir falar "imigrante ilegal"). que ele quer construir um muro pra separar o país dele do méxico e quer que o méxico pague a conta. e tem mais alguma promessa que é o ó mas que eu não lembro agora.
dirigindo de volta pra casa, pensei na elegância das pessoas que aceitam os acontecimentos da vida. e lembrei da tolerância. 
eu tentarei ser mais tolerante. 

os galhos torcidos, belíssimos, no caminho pro estacionamento

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

as dores do chute na bunda

sobre o dia em que fui ao fórum falar a verdade e nada mais que a verdade

bom te ver!