segunda-feira, 28 de novembro de 2011

o castelo ficou pronto

em ordem decrescente: joão e lívia dão a primeira demão externa
de pijama, as primeiras marteladas para colocar o telhado no castelo
a pintura interna, depois de termos colado e pregado as paredes
com o auxílio dar irmãs, os últimos retoques antes do início da pintura
pipoca para animar a equipe: o castelo antes de ter paredes, e já com grades nas janelas



o castelo do joão ficou pronto. as instruções eram poucas: construir uma casa sobre uma base de madeira, com cerca de 70cm por 40 ou 50cm. qualquer material, qualquer casa, concebida e construída pela criança. conseguimos fazer o castelo sem gritos, sem noites insones.
e o que me vem à cabeça agora é que o mais difícil do projeto foi fazer "a casa do joão". sim, porque nesse ponto a professora da classe foi muito clara: a casinha é das crianças. a frase que eu mais gostei a esse respeito foi a do caio, que disse ao pai dele: 'esta é a minha casa. a sua está pronta, e é onde moramos'.
fiquei pensando em como sempre achei um horror fazer o que "querem que façamos" em vez de fazermos o que queremos. e fazer a casa do joão foi um laboratório, que doeu muito menos do que eu poderia imaginar. os filhos são do mundo, e eu sempre tento ter isso bem claro.
celebrei com o joão a feitura do grande projeto, e agora vamos comemorar em grande estilo, o joão, a lívia e eu, com um belo almoço num boteco metido onde o joão ama comer bifes deliciosos e encher a pança com coca-cola!
...
mas nem só de castelo está sendo feito o nosso fim de ano. fizemos pizzas. muitas pizzas.


para o bazar de natal do colégio das crianças, seríamos, os pais da classe do joão, responsáveis pela barraca da pizza. então uma semana antes fizemos 30kg de farinha de massa de pizza. descontando o que comemos para experimentar texturas e sabores, fizemos 167 discos de pizza pré assados.

enquanto os adultos trabalhavam, as crianças corriam a brincavam no jardim. e das 3pm até quase 10pm, trabalhamos arduamente e com alegria.
a zaida, que já foi pizzaiola (será que existe feminino para pizzaiolo?) nos explicava que tal massa tinha crescido demais por excesso de fermento, outra massa estava com bolhas não lembro por que. e nós, os outros que nunca fomos pizzaiolo, ficávamos babando com o conhecimento dela.


bem, eu descobri que fazer pizza é sensacional. e entendi que minha ideia de ter uma casa com fogão à lenha e forno para pizza não é uma bobagem. assim será.

a lívia adorou abrir a massa. na hora de misturar, ela ficava aflita porque ficava bem melequento. mas abrir a massa com rolo ela curtiu.
aprendi não só a receita da massa, mas a do molho.
ei-las:
para a massa
1 kg de farinha de trigo
600 ml de água morna
1 c. chá de sal
1 c. de chá de fermento biológico instantâneo
2 ou 3 c. chá de azeite de oliva

misture tudo numa tigela. quando a massa estiver quase lisa, coloque-a sobre uma mesa com farinha e sove até ficar bem lisa. faça seis bolas de massa, cubra e deixe crescer por cerca de uma hora. cada bola rende um disco de pizza, que deve ser aberto com a ajuda de um rolo - ou somente com a ponta dos dedos, para os mais habilidosos.
assar até a massa mudar de cor, tirar do forno, colocar o recheio e assar mais um pouco.

molho de tomate

bater no liquidificador tomates crus, sem sementes. colocar uma pitada de sal. uau!, esse é o molho das boas pizzarias.

o grupo de trabalho no exuberante espaço da casa da cris e do rogério. como todas as paredes são de vidro - com exceção da parede do fundo da foto, onde está o forno -, podíamos ver as crianças brincando no jardim. e vez ou outra o filho de algum dos pizzaiolos em formação dava um grito. era quando vinha ao nosso encontro e não envxergava as portas de vidro. e dá-lhe gelo!
...
ontem foi o primeiro domingo de advento. dia de montar a árvore de natal, de colocar a guirlanda na porta de casa, e de pendurar calendários de advento nas paredes. uma alegria, lembrar do meu querido opa, das canções em alemão, do respeito pelo natal. cantamos, meus filhos e eu, todas as músicas que conhecemos de natal. ontem acendemos uma vela. domingo que vem acenderemos duas, e assim sucessivamente, até chegar a noite do dia 24. vou fotografar nossa linda árvore.

como é bom saber que as coisas boas da vida custam muito pouco, ou nada.

Um comentário:

  1. Ficou incrível! Parabéns pros 3 que se empenharam, pricipalmente pro João! Bom trabalho, João!
    Bjs,
    Dani

    ResponderExcluir