hoje é sexta-feira, Tião!

- hoje é sexta-feira, Tião!
- e amanhã é sábado.
o atendente da padaria era um homem velho, daqueles que têm uma aparência antiga. provavelmente as roupas dele deviam ter cheiro de naftalina. mas ele era quase gentil. o cliente que o cumprimentou parecia um velho connhecido. não só o chamou por Tião, como este ainda perguntou se ia comer queijo. a bordagem havia sido mui animada.
eu estava ali porque "estava com tempo". tinha chegado à consulta médica muitos e muitos minutos adiantada. e saí andando para tomar um café. achei essa pequena e singela padoca, onde todos os clientes pareciam se conheceer.
tomei meu café mui lentamente, e fiquei ouvindo frases soltas. como a do cabra cumprimentando o Tião. o que foi um alívio para mim. sim, eu podia sentir uma alegria só porque era sexta-feira. e então fui caminhando lentamente até a casa onde era o consultório.
na hora de ir embora, o trânsito estava medieval. e eu fui curtindo estar parada ou andando a 10km/h. fiquei pensando em como é bom "ter tempo". mas como o tempo me parece ser uma coisa que não se "tem", fiquei pensando em como era bom viver o tempo. o dia no escritório não foi nem bom nem ruim. almocei umas lulas fabulosas, e a tarde se arrastou feito em caracol.
e então vim para casa, para ter tempo de ficar com as crianças. jogamos banco imobiliário alegremente. e depois os coloquei na cama.
e assim, aproveitando o tempo de cada dia, não programei nada para o sábado nem para o domingo.que foram dias calmos. com tempo de fazer as coisas devagarinho. um dia na casa da comadre, com almoço e ping pong para fazer a digestão. e uma manhã com café da manhã farto com amigos da ana, minha amiga que festejou o aniversário numa padoca bacana dessas que nós, moradores da cidade cinza, adoramos.
comi menos brócoli e mais chocolate do que tinha imaginado. mas não fiz nenhuma lista de tarefas, dormi muitas horas e agora curto o cobertor molinho sobre as minhas pernas enquanto escrevo sobre o Tião e o tempo que é bom aproveitar. é um aprendizado.

Comentários

  1. Ai, ai, também ando aprendendo sobre o tempo e sobre como não ficar sempre com a sensção de que ele falta. Fazer só o que cabe nele é uma arte! Long way to go, though, honey! Boa semana!
    Dani

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

nunca me senti tão rica

as dores do chute na bunda

Só sendo uma santa