o ótimo é inimigo do bom

ele me disse isso durante uma reunião na qual discutíamos o nosso trabalho. éramos três pessoas na sala, e eu fiquei feito uma boba repetindo "o ótimo é inimigo do bom, o ótimo é inimigo do bom". sorte não ter sido demitida por justa causa.
passados alguns dias, estou saindo de uma reunião chatíssima quando ela me diz: "o ótimo é inimigo do bom. meu ex-chefe sempre repetia essa frase".
vai ver a boba sou eu. eu não lembro de ter ouvido isso na minha vida até uma ou duas semanas atrás. é claro que eu devo ter ouvido, mas não escutei. e então, dia desses, era a hora de escutar e eu escutei.
...
melhor do que o ótimo é inimigo do bom foi a frase que escutei hoje. estou me tornando uma pessoa chata, corcunda e mau humorada, porque tenho trabalhado sem parar. faz 13 dias que trabalho, e isso é muito, mas muito chato. eu tento ficar bem humorada, pensar que na vida as coisas não têm tanta importância como fazemos parecer e tal, mas não consigo. minhas costas doem - desta vez, num lugar diferente, uau! -, eu tenho certeza de que meus filhos percebem que eu tenho trabalhado feito uma mula jovem, eu estou cansada e fico reclamando, pensando em como ia ser bom trabalhar 8 horas por dia. aí ela me diz que se eu estou trabalhando tanto, aos sábados e domingos, sendo eu uma pessoa tão prática e rápida, é porque tem alguma coisa errada mesmo. não vou usar as palavras que ela usou, porque seria um pouco deselegante.
...
o sábado foi um pouco enlouquecedor. eu fico pensando em como NÃO SER LOUCA, mas às vezes me parece que a vida está me provocando em excesso.
5h joão acorda e vai pra minha cama. pouco depois ele vai pro banheiro, e volta. digo que pode ficar na minha cama, desde que em absoluto silêncio e sem fungar. por um milagre, o cara dorme
7h30 acordo antes do despertador, depois de ter sonhado sonhos bem absurdos. faço o café da manhã, as crianças acordam
8h olho pro relógio e sei que tenho 30 minutos para tomar café, convencer as crianças de fazer o mesmo, tomar banho, pedir às crianças para que se vistam, preparar um mate para sobreviver ao sábado, ligar o meu computador e mandar um e-mail importante que não mandei na sexta porque faltou luz e graças a deus e não pude trabalhar das 18h às 22h como tinha planejado
8h35 dou gritos, todos escovam os dentes e saímos de casa
8h36 o joão escorrega no piso molhado do hall do prédio, que estava sendo lavado, e sobe ao apartamento para trocar de roupa
8h40 deixo as crianças com a empregada do pai, na casa dele
9h05 chego à reunião da classe da minha filha, levando meu mate e um bolo exuberante de gengibre e melado
11h30 puta merda, a reunião foi longa. saio da escola rumo ao mercado municipal de pinheiros, onde compro frutas queijo parmesão grão de bico pão italiano para o almoço de amanhã
12h35 saindo do mercado, ligo pra neide, "estou chegando", ela desce com as crianças, que entram no carro, enquanto a irmãzinha deles acena um pouco tristonha
12h45 chego ao restaurante onde vou almoçar. meus filhos tomam suco, porque a neide havia dado almoço para eles
13h30 chegamos em casa. descarrego as compras. a nalva já tinha chegado, e estava lavando a louça. as crianças - as minhas e as dela - se encontram e ficam felizes
14h parto rumo à escola, agora para a reunião da classe do meu filho. levo uma garrafa de 1,5l com suco de uva cheio de gelo
14h30 chego à escola, e a reunião começa
por volta das 18h a reunião acabou, eu comi pães de queijo maravilhosos, e dou tchau pra todo mundo. chove, e eu penso que granizos cairão sobre o meu carro. mas a chuva acaba assim que cruzo a ponte. desisto de ir ao aniversário de um amigo, porque é mais tarde do que eu havia planejado, eu estou exausta, tenho de ir ao supermercado e pagarei minha empregada por hora trabalhada
18h31 estaciono no supermercado e vou às compras
19h mais ou menos chego em casa. as crianças brincam e gritam felizes na sala. coloco as sacolas com as compras no chão da cozinha, dou oi pra todos e saio para comprar vinho tinto na loja da esquina. amanhã farei sangria
19h15 volto com os vinhos. grito horrivelmente com as crianças, para que ELAS parem de gritar. todos ganham suco de uva e groselha, e castanhas de caju. pago a nalva pelas horas extras, e ela parte com seus adoráveis filhos
19h30 vou com as crianças pro quarto, dentes escovados, mamãe vai contar uma história. faço massagem com óleo de lavanda, canto músicas. eles dormem
21h21 estou na sala, com o computador ligado. mandei e-mails, escrevi as pendências do trabalho que estamos fechando, e escrevi este texto. amanhã minhas amigas de infância e seus maridos e filhos virão à minha casa comer um maravilhoso bacalhau à gomes da sá. farei salada de alface, rúcula e grão de bico. meus filhos farão picolés da maracujá "de verdade", com sementinhas. e vamos cozinhar uns ovos de codorna. e vou preprar uma sangria maravilhosa.
vou dormir. sei que nada está sendo em vão. sei que deus está vendo tudo, como diz a marilei, e tenho absoluta certeza de que dias mais calmos virão. porque bons eles têm sido. muito bons, aliás. mas eu estou muito cansada.
deus esteja.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

as dores do chute na bunda

sobre o dia em que fui ao fórum falar a verdade e nada mais que a verdade

bom te ver!